Rádio Super - A Original

MENU
Logo
Domingo, 24 de outubro de 2021
Publicidade
Publicidade

Sorocaba - RMS

Vereador pede medidor para que semáforos tenham conta de energia mais baixa

Parte dos semáforos de Sorocaba tem medidor de energia e outros não; os que não tem, a conta é mais alta

90
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Mesmo passando pelos semáforos todos os dias nas ruas da cidade, quantas vezes paramos para pensar que esse sistema consome a energia elétrica paga pelo dinheiro público? Sim, apesar da adesão de novas tecnologias e os novos conjuntos semafóricos implantados na cidade utilizarem lâmpadas em LED, substituindo lâmpadas halógenas e incandescentes devido sua eficiência, ainda assim temos o consumo de energia, mais precisamente em 265 ligações. A questão é que nem todos eles possuem um medidor próprio de consumo – assim como temos em casa – em que se calcula com precisão o valor gasto. Ainda se tem semáforos por Sorocaba em que o abastecimento de energia é realizado por meio de ligação direta na rede da CPFL, o que encarece as contas públicas no fim do mês.

Dos citados 265, 193 possuem caixas de energia e outros 72 estão ligados diretamente, sem medidor. Para efeito de comparação, o valor gasto em média, por mês, nos 193 semáforos com medidor é de R$ 13.700,00 aos cofres municipais; enquanto os sem a medição, em número mais de 2 vezes menor, tem a conta mensal de R$ 10.500,00. Se calcularmos o total de semáforos pelo valor pago, a primeira versão sairia R$ 70,00 a unidade, enquanto o outro R$ 145,00.

“Resumindo: estamos gastando mais do dinheiro público pela falta de revisão e iniciativa sobre o assunto”, afirma o vereador Péricles Régis que apresentou o tema em requerimento, pedindo ações da Prefeitura. A questão já havia sido cobrada no início do ano, e o Executivo sinalizou que “está sendo agilizada a implantação de caixas de energia, de acordo com os recursos financeiros, com previsão de conclusão ainda este ano”. Segundo a própria Prefeitura, medidores de energia apresentaram redução em torno de 45% com instalação de caixas e troca por lâmpadas de LED.

De acordo com Péricles, é preciso atenção e celeridade ao tema, uma vez que se trata de orçamento público. “No ano, é uma somatória que pode ser revertida em reparos em creches e escolas, ou ainda na manutenção e zeladoria da cidade. Pra mim, não faz sentido pagar uma conta mais alta, todos os meses, por falta de iniciativa na instalação de um equipamento”.

Após a cobrança inicial, o vereador reapresentou a demanda ao Executivo em novo requerimento, já que adentramos no último trimestre do ano, a fim de garantir que a promessa seja de fato cumprida e a mudança ocorra em todos os semáforos necessários da cidade.

Fonte/Créditos: Rádio Super com informações da assessoria de imprensa

Créditos (Imagem de capa): Agência Sorocaba

Comentários:

Estamos felizes em ter você com a gente. Deixe seu recado