Rádio Super - A Original

MENU
Logo
Domingo, 24 de outubro de 2021
Publicidade
Publicidade

Mundo

Trump é banido do Facebook e Instagram por tempo indeterminado

A plataforma disse que a suspensão vai durar "no mínimo" duas semanas, até que a transição de poder seja completada

289
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O presidente dos EUA, Donald Trump, foi banido do Facebook e do Instagram por tempo indeterminado nesta quinta -feira (07/01) porque, segundo o Facebook, "os riscos de permitir que o presidente use a plataforma neste momento são simplesmente grandes demais".

Presidente dos Estados Unidos, Trump foi banido de redes sociais por tempo indeterminado© Reuters Presidente dos Estados Unidos, Trump foi banido de redes sociais por tempo indeterminado

A plataforma disse que a suspensão vai durar "no mínimo" duas semanas, até que a transição de poder seja completada.

Trump já havia sido suspenso temporariamente da plataforma na noite de ontem após o Congresso dos EUA ter sido invadido por militantes que queriam impedir a ratificação da vitória de Joe Biden nas eleições.

Pouco antes da invasão a multidão havia sido inflamada por Trump, que fez alegações infundadas de fraude nas eleições. A invasão gerou caos, violência, levou à morte de quatro pessoas e fez com que os congressistas tivessem que ser evacuados emergencialmente.

Além do discurso público que fez aos invasores, Trump também repetiu as alegações infundadas sobre fraude em suas redes sociais.

Em resposta, o Twitter apagou postagens e suspendeu a conta do presidente por 12h, dizendo que futuras violações poderiam resultar em suspensão permanente.

O Facebook suspendeu a conta do presidente temporariamente na noite de ontem e nesta quinta afirmou que vai manter a suspensão por tempo indeterminado.

"Nos últimos anos, permitimos que o presidente Trump usasse nossa plataforma de forma consistente com as nossas regras, às vezes removendo conteúdos e marcando seus posts quando eles violavam nossas políticas. Fizemos isso porque acreditamos que o público tem o direito a (ter acesso ao) espectro mais amplo de discurso político possível, mesmo quando esse discurso é controverso", escreveu o criador do Facebook, Mark Zuckerberg.

"Mas o contexto atual é fundamentalmente diferente, envolve o uso de nossa plataforma para incitar insurreição contra um governo democraticamente eleito", afirmou.

"Acreditamos que os riscos de permitir que os presidente continuar usando nossa plataforma durante este período é simplesmente grande demais. Portanto estamos ampliando o bloqueio que fizemos em suas contas no Facebook e no Instagram por tempo indeterminado, e por pelo menos duas semanas, até que a transição pacífica de poder esteja concluída", afirmou a plataforma.

 

Fonte/Créditos: BBC News

Créditos (Imagem de capa): AFP

Comentários:

Estamos felizes em ter você com a gente. Deixe seu recado