Rádio Super - A Original

MENU
Logo
Domingo, 20 de junho de 2021
Publicidade
Publicidade

Sorocaba - RMS

Sorocaba terá mais 70 leitos Covid

UPH da zona oeste tem nova organização social como gestora da unidade e continua atendendo casos de Covid

106
Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Em coletiva de imprensa e live realizadas nesta quinta-feira (10), o prefeito de Sorocaba, Rodrigo Manga, anunciou que o município terá mais 70 leitos Covid. Isso será possível por meio da nova gestão da UPH Zona Oeste, que proporcionará um total de 63 leitos Covid nos próximos dias, isto é, 40 a mais que a antiga prestadora de serviço. Além disso, 30 novos leitos já começaram a funcionar na UPH Zona Leste, para fortalecer a assistência à população.

Após assumir a gestão da UPH Zona Oeste, na noite desta quarta-feira (9), o Instituto Soleil já iniciou os trabalhos, com 33 leitos Covid, sendo 10 de enfermaria e 23 de suporte ventilatório pulmonar, que são leitos que contam com a mesma estrutura do leito de UTI. Nos próximos dias, a ampliação alcançará 63 leitos, sendo 40 de enfermaria e 23 de suporte ventilatório pulmonar.


A cidade chegará, nos próximos dias, a 302 leitos municipais Covid. Isso representa um aumento de 272% em comparação com o dia 1 de janeiro de 2021, quando eram 81 leitos públicos Covid.

Por sua vez, a UPH Zona Leste se tornou um novo Centro de Estabilização Covid (CTE) na tarde desta quinta-feira (10). Com isso, serão mais 30 leitos Covid, sendo 27 de enfermaria e três de suporte ventilatório pulmonar. Durante o pronunciamento, também foi informado que o município já estuda realizar uma ampliação de leitos Covid no Hospital Santa Lucinda.

Vacinação

Durante a coletiva, o secretário da Saúde, Dr. Vinicius Rodrigues, informou que a vacinação será acelerada em Sorocaba, voltando a atender a população em geral e, nos próximos dias, já deve receber doses da vacina Pfizer. "Na semana que vem, conseguiremos voltar à vacinação por idade e, antes disso, estaremos completando a imunização de outros grupos prioritários, como gestantes, pessoas com comorbidades e deficiência, além de profissionais da Educação", disse o secretário.

Fonte/Créditos: Secom

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Estamos felizes em ter você com a gente. Deixe seu recado