Rádio Super - A Original

MENU
Logo
Sábado, 01 de outubro de 2022

Sorocaba - RMS

Crescimento imobiliário mostra que paulistanos estão migrando para Sorocaba

Um levantamento feito pelo Sindicato das Empresas de Compra, Venda e Administração de Imóveis (Secovi-SP) aponta alta de 37%

65
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O mercado imobiliário sorocabano tem bons motivos para comemorar e um dos fatores é a migração de pessoas da capital para o interior, especificamente para a cidade de Sorocaba, cujo setor tem crescido.

Levantamento feito pelo Sindicato das Empresas de Compra, Venda e Administração de Imóveis (Secovi-SP) aponta alta de 37% do número de lançamentos de imóveis residenciais em Sorocaba. O comparativo é referente aos 12 meses, entre abril de 2021 a março de 2022 (6.660 lançamentos), ante o período de abril de 2020 e março de 2021 (4.846 unidades lançadas).

Outro índice positivo foi apresentado no relatório do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-SP), que aponta boa melhora no setor imobiliário de Sorocaba e região, que entrou no segundo semestre em alta. O estudo mostra que, entre junho e julho deste ano de 2022, as vendas de casas e apartamentos na região de Sorocaba subiram mais de 35%. As locações, por sua vez, aumentaram expressivos 178,60%. Em julho, o total de imóveis vendidos na região ficou dividido da seguinte forma: 33,33% para casas e 66,67% para apartamentos.

"A região de Sorocaba tem atraído cada vez mais pessoas que buscam, no interior, mais qualidade de vida. Profissionais que atuavam presencialmente em São Paulo migraram suas moradias para Sorocaba e região e trabalham em empresas da capital no esquema de home office", explica José Augusto Viana Neto, presidente do Creci-SP.

A maior fatia do aumento das vendas é referente aos imóveis com valores de R$ 101 a R$ 200 mil, com 58,82%; seguido de imóveis de R$ 301 a R$ 400 mil e de R$ 601 a R$ 800 mil, ambos com 11,76%. "Esse crescimento com imóveis abaixo de R$ 800 mil representa uma pulverização interessante nesse mercado, que abrange diversos setores de empregos, como serviços e indústria. Isso é bom, pois a migração não é pautada por um único segmento de emprego, consolidando uma permanência mais concreta", diz o dirigente do Creci-SP.

O levantamento aponta que regiões diversas de Sorocaba ocupam 62,07% da preferência dos compradores de imóveis. Outros 31,03% optaram por áreas mais nobres e 6,90% se instalaram na região central. Além de Sorocaba, o levantamento foi realizado nas demais cidades da região, como: Boituva, Cerquilho, Ibiúna, Itapetininga, Itu, Mairinque, Piedade, Porto Feliz, Salto, São Roque, Sarapuí, Tatuí e Votorantim.

O setor de construção civil também apresentou alta em Sorocaba. Em 2020, a Secretaria de Urbanismo e Licenciamento (Seurb) aprovou 1.510 construções de casas. Em 2021, foram 2.005, apresentando alta de 32,7%. Neste ano de 2022, até o momento, já foram aprovadas 1.022 construções. "Com o aquecimento do setor na entrada do segundo semestre, os números terão uma ampliação ainda mais animadora", estima.

 Política e infraestrutura adequadas

O prefeito de Sorocaba, Rodrigo Manga, destaca a contribuição do Poder Público para essa migração. "Sorocaba possui uma política de logística planejada, infraestrutura de água, saneamento básico, energia, gás natural, conexão em fibra ótica, além de mão de obra qualificada, unidades de saúde que atendem a diversas regiões da cidade, escolas e universidades, parques e praças, ciclovias e muito mais", diz. "Isso tudo contribui para a vinda de pessoas da capital, que buscam no interior mais tranquilidade, qualidade de vida, mas sem perder os benefícios que a região metropolitana de São Paulo oferece", completa.

Para o diretor da Regional Sorocaba do Sindicato das Indústrias da Construção Civil (SindusCon-SP), Elias Stefan Júnior, a migração de São Paulo e Região Metropolitana para Sorocaba vem acontecendo devido, justamente, à qualidade de vida que a cidade oferece. "Esse aumento da demanda por imóveis em Sorocaba está estimulando novos lançamentos e a contratação por parte de empresas locais e, também, atraindo novas empresas para nossa cidade. Isso tem um impacto muito positivo para o setor, com um crescimento sustentável e uma constância bastante importante. O suporte que todas as construtoras recebem das regionais do SindusCon-SP e do Seconci-SP, além da própria Prefeitura, contribui para que os atrativos da nossa cidade aumentem ainda mais", ressalta Stefan Júnior.

Tanto para moradia, como para investimentos, Sorocaba tem ótima localização geográfica, próxima aos principais centros consumidores do Brasil e no eixo de duas das principais rodovias do Estado de São Paulo: Castello Branco e Raposo Tavares. A cidade também é referência em programas de apoio, com uma política diferenciada de desburocratização e incentivos fiscais, bem como pela segurança jurídica e assessoria permanente oferecida aos investidores, inclusive ao longo do processo de pós-operação.

Além dos atrativos para investimentos, outro fator importante é a estrutura que o setor imobiliário possui para os profissionais da área, com a oferta de serviços pelos órgãos de classe. "As empresas precisam contar com um parceiro especializado na área de saúde e segurança para a construção civil. O Seconci-SP oferece atendimento médico-ambulatorial, odontológico, serviços complementares e telemedicina aos trabalhadores do setor. Além disso, assessora as empresas na gestão de Saúde e Segurança do Trabalho (SST)", pontua Ester de Matos Santana Gonçalves, gerente do Seconci-SP em Sorocaba.

"O trabalho que o Seconci-SP desenvolve na cidade de Sorocaba é importante também para a gestão municipal, uma vez que, como parceiro do Sistema Único de Saúde (SUS), igualmente atende esses trabalhadores", diz a gerente.

Não por acaso, Sorocaba foi recentemente apontada entre as melhores cidades do Brasil, pela Revista ISTOÉ, ocupando a destacada 13ª posição do País, na categoria município de grande porte. A publicação, da Editora Três, trouxe, na última semana de junho, o resultado de ampla pesquisa realizada com 5.565 municípios de todo o Brasil. O levantamento, feito em parceria com a Agência de Classificação de Risco de Crédito Austin Rating, analisou quesitos que abrangem indicadores fiscais, econômicos, sociais e digitais.

Foi eleita, ainda, como a cidade com Melhor Gestão do Brasil 2021, entre as cidades com mais de 500 mil habitantes, pelo Prêmio Band Cidades Excelentes e considerada a 4ª melhor cidade das Américas para se investir, na relação custo-benefício, segundo revista do Grupo Financial Times.

Fonte/Créditos: Secovi

Créditos (Imagem de capa): Agência Sorocaba

Comentários:

Estamos felizes em ter você com a gente. Deixe seu recado