Notícias da SUPER

Quarta-feira, 08 de Fevereiro de 2023

Notícias Sorocaba - RMS

Atendendo à solicitação da Prefeitura de Sorocaba, Defesa Civil estadual vistoria Itupararanga

A represa atingiu 60% de sua capacidade total de armazenamento

Atendendo à solicitação da Prefeitura de Sorocaba, Defesa Civil estadual vistoria Itupararanga
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Atendendo à solicitação da Prefeitura de Sorocaba, equipe da Defesa Civil do Estado de São Paulo, de técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) da Universidade de São Paulo (USP) e da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de São Paulo (Arsesp) vistoriou a barragem de Itupararanga, na manhã desta quarta-feira (18). Uma série de ações preventivas, também proposta pela Administração Municipal, foi colocada em prática, entre elas a diminuição da vazão da barragem para o Rio Sorocaba, com o objetivo de minimizar o risco alagamentos na cidade.

A CBA diminuiu a vazão da represa para o Rio Sorocaba, de 16 metros cúbicos por segundo, para 8 m³/s. A iniciativa ocorreu após o prefeito de Sorocaba, Rodrigo Manga, na mesma data, ter encaminhado ofício (nº 23/2023) ao governador do Estado, solicitando a imediata colaboração técnica estadual para interceder no controle da barragem. Isso, sobretudo, devido ao alerta da Defesa Civil, de precipitação de 100 milímetros de chuvas em Sorocaba, entre os dias 17 e 20 de janeiro.

Entre outras iniciativas adotadas, também por sugestão do Poder Público, está o monitoramento dos níveis hídricos do manancial, de hora em hora, por parte da Defesa Civil estadual, assim como a criação de um Grupo de Trabalho, entre a Defesa Civil de Sorocaba e a Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), que opera a barragem de Itupararanga. O órgão local fornecerá dados, também de hora em hora, quanto aos níveis do Rio Sorocaba, para melhor embasar decisões estratégicas conjuntas, sobre alterações no controle da vazão da água liberada da represa para o rio.

“A Defesa Civil estadual recebeu a solicitação da Prefeitura de Sorocaba e veio realizar esse trabalho de apoio, como forma também de tranquilizar a todos. Foi uma visita produtiva, com definição de ações práticas que vão subsidiar tomadas de decisões para melhorar o controle do nível da represa, assim como do Rio Sorocaba, minimizando possíveis transtornos”, pontuou o Major Arnaldo, diretor da Defesa Civil Estadual, que esteve à frente da vistoria em Itupararanga.

O grupo, que contou igualmente com a participação do Tenente Lourençon, também da Defesa Civil estadual, foi composto, ainda, pelo secretário de Segurança Urbana (Sesu) de Sorocaba, Alexandre Caixeiro, pelo diretor-geral do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), Tiago Suckow, pelo Tenente Faria, do Corpo de Bombeiros de Votorantim, além de diretores do Saae/Sorocaba e agentes da Defesa Civil de Sorocaba.  Eles foram recepcionados por gerentes da CBA, que detalharam o funcionamento da barragem e transmitiram informações quanto à operacionalização do sistema de controle.

A represa atingiu 60% de sua capacidade total de armazenamento e continua acumulando água, uma vez que a quantidade média de água que “entra” (vazão afluente) é de 30 m³/s. Se o seu nível subir mais 1,2 metro, atingirá a cota de extravasamento pelos vertedouros. Desde o dia 9 de janeiro, conforme definido pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Sorocaba e Médio Tietê (CBH-SMT), a CBA não opera mais com vazão fixa, o que facilita o controle, sobretudo em época de chuvas e de represa com nível elevado.

“Foi fundamental essa reunião de hoje, resultado de a Prefeitura ter se antecipado, alertando sobre uma situação de risco, importante para que ações preventivas e necessárias sejam adotadas da forma mais rápida e efetiva”, disse o secretário da Sesu. “O objetivo é assegurar um equilíbrio, seja para manter o ideal armazenamento da represa, sem que ocorra passagem de água pelos vertedouros, como para evitar transbordamentos do Rio Sorocaba”, acrescentou o diretor-geral do Saae/Sorocaba.

Segundo o Major Arnaldo, os técnicos do IPT e da Arsesp vão apurar mais detalhes sobre o nível de segurança da barragem. “Porém, já identificamos que é segura, que opera dentro das normas legais e que os parâmetros estão sendo respeitados. Não será necessária intervenção do Estado, mas estamos fazendo o acompanhamento e daremos todo suporte, sempre que necessário”, complementou o responsável da Defesa Civil estadual.

Após a vistoria na barragem, a equipe da Defesa Civil estadual esteve no Paço Municipal e relatou ao prefeito Rodrigo Manga as constatações feitas e pontuou as ações colocadas em práticas. “Essa articulação é muito importante, pois nossa missão é tranquilizar e preservar a segurança da população. E mostrar que ações preventivas são determinantes para evitar riscos. Desde já, agradeço ao Governo do Estado que, prontamente, atendeu a nossa solicitação e veio em apoio aos sorocabanos”, finalizou o prefeito.

Paralelamente, até o dia 31 de março, segue mobilizada toda a estrutura operacional do Plano Verão 2022/2023, que busca a coesão, organização e protocolos de atuação, de todas as forças de proteção do cidadão sorocabano, que estão preparadas para atuação imediata, em uma possível eventualidade. Assim como, a realização de medidas preventivas e mitigadoras, como podas, limpezas de bocas de lobo, preparação de equipamentos, todas as providências para evitar crises e, na ocorrência destas, mitigar da forma mais eficaz.

FONTE/CRÉDITOS: Secom/Sorocaba
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )