Rádio Super - A Original

MENU
Logo
Sábado, 01 de outubro de 2022

Sorocaba - RMS

Amigos e parentes de líder de torcida assassinado, pedem justiça

Grupo esteve no Centro de Sorocaba, pedindo uma solução para o assassinato de Bruno Paca

111
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Com cartazes empunhados com frases buscando respostas e pedindo justiça, familiares e amigos do líder de torcida Independente, do São Paulo, Bruno Felipe Estencio Miralha, conhecido como Bruno Paca, assassinado em Sorocaba, há quase 5 meses, protestaram no Centro de Sorocaba, na manhã deste sábado (6).

O ato teve concentração na praça Coronel Fernando Prestes, às 10h deste sábado (6) e percorreu o calçadão comercial do centro da cidade, com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o assassinato, que ainda não tem definição de quem o matou.

Amigos e familiares protestaram, pedindo uma solução para o assassinato de Bruno Paca

Entre os participantes do ato, estavam a mãe de Bruno Paca, Alessandra Estencio e o atual presidente da Torcida Independente de Sorocaba, Paulo Victor Emanoel de Almeida. "Estou na praça porque quero justiça, que seja descoberto quem praticou esse crime com o meu filho tão querido e tão amado por muitos. Agradeço a todos vocês que puderem nos apoiar", declarou a mãe da vítima. 

Torcedores do São Bento também estiveram no protesto.

O que aconteceu

O corpo de Bruno Paca foi localizado no final da tarde de 20 de março, um domingo, no galpão que abriga a sede da Torcida Independente, localizado na avenida Santos Dumont, na zona norte de Sorocaba. O corpo foi encontrado pela companheira de Paca, com um tiro na cabeça. Projéteis e uma arma de fogo foram encontrados no local. O caso foi registrado como morte suspeita.  

Bruno Paca - Foto: reprodução do Instagram

 

Fonte/Créditos: Rádio Super

Créditos (Imagem de capa): Reprodução do Instagram

Comentários:

Estamos felizes em ter você com a gente. Deixe seu recado